O Outro Lado – II

O silêncio. Aquele que persiste em habitar esta sala, este quarto, esta casa. nullO silêncio abafado do mofo que insiste em perseguir. A casa quieta. Olho para o outro lado das coisas, o infinito de algo, a transposição dos factos e dos objectos de sempre, com a esperança que a visão tenha mais alcance que o coração. Sim, ainda aguardo por ti, que desças imponentemente a escadaria de madeira velha, carcomida pelo bicho, afectada pelo tempo.

E contudo, espero deste lado. Do lado do tempo imóvel, onde nada se move, tudo se estagna e fico a olhar para o outro lado, com ânsias de que surjas com esse sorriso no olhar, com a tua capacidade de argumentação intocável.

– De onde virás?

Fico à espera deste lado do Mundo, à espera das tuas acções implacáveis, das tuas certezas incontornáveis, dos teus pareceres eternos. Eu não sei muitas coisas. Continuo à espera todas as manhãs, a fumar à janela, com a dúvida se me estarias a observar do outro lado do teu universo paralelo.

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • Maria  On Setembro 13, 2008 at 12:36 pm

    Ó meu querido amigo!! Já tinha pensado que nunca mais te encontrava!! Que é feito de ti! Está tudo bem? Não podes deixar de escrever, nem penses nisso. Continuo a querer um livro teu, porque sei que daqui a uns anos vais aí receber um prémio qualquer e eu quero ter um exemplar autografado!!
    Tudo de bom para ti!
    Beijinhos

  • Tiago Ramos  On Setembro 13, 2008 at 1:04 pm

    Maria,
    Eu mudei de domínio há um tempo atrás e como deve usar o IE não redireccionou automaticamente para o novo.
    Comigo está tudo bem, mas não tenho tido muito tempo para actualizar o blogue. Obrigada pelo apoio desde sempre.
    Beijinhos

  • AnaA  On Outubro 2, 2008 at 12:49 pm

    Gosto que escrevas… Sai sempre tão bonito 😀

  • Andre Filipe  On Janeiro 30, 2009 at 3:46 pm

    Um pequeno comentário de alguém que recentemente descobriu o lado oculto por de trás da escrita, de cada uma das várias palavras que formam um texto.
    Espero um dia conseguir exprimir no papel tudo o que quero exprimir de forma tão clara como a que vi aqui neste texto. Simplesmente adorei, é como que uma inspiração.
    REcentemente também comecei um blog com algumas das minhas “criações”, gostava de ter uma opinião de alguém que se consegue exprimir tão fluentemente como tu.
    deixo aqui o meu pequeno espaço: http:\\algoquenosfazpensar.blogspot.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: